Transporte de Doentes
Bombeiros contra conclusões do grupo de trabalho
Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) decidiu votar contra as conclusões do documento produzido pelo grupo de trabalho que analisou o transporte de doentes “responsabilizando por este facto, única e exclusivamente, o Ministério da Saúde”.
Uma delegação da LBP, liderada pelo seu presidente, comandante Jaime Marta Soares, reuniu esta manhã com o secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, a quem deram conhecimento dessa posição.
Segundo a declaração de voto, entregue hoje ao secretário de Estado, “a Liga dos Bombeiros Portugueses consciente do seu papel no que ao transporte de doentes em ambulância diz respeito, convicta da forma como se empenhou na procura de decisões concretas e objetivas, sente-se hoje defraudada nas suas expectativas atendendo a que, as soluções propostas serão, num futuro próximo, prejudiciais para os utentes no que diz respeito ao transporte”.
São muitas as razões aduzidas pela LBP para discordar das conclusões apresentadas pelo grupo de trabalho, que os seus representantes expressaram atempadamente durante as reuniões e que constam das actas.
Refere ainda a LBP na declaração de voto, “já conhecíamos as condições em que iríamos trabalhar, ou seja, na base no memorando aprovado pela Troika para Portugal, onde é exigido ao Governo Português que faça cortes na despesa, no valor de 30 por cento, do transporte de doentes não urgentes em ambulância, o que naturalmente influenciaria sobremaneira qualquer solução passível de negociação, facto a que somos totalmente alheios, já que nunca e em situação alguma contribuímos para o descalabro financeiro de setor da Saúde”.
Mesmo assim, “não quis a LBP deixar de participar ativamente neste Grupo de Trabalho, dando a conhecer as suas preocupações e os objetivos que os bombeiros têm para o setor”.
Original em http://www.bombeirosdeportugal.pt
Bombeiros Voluntários de Montelavar © 2011